A importância de uma alimentação saudável na infância

O nutricionista Rodrigo Barros, responsável pelo acompanhamento nutricional das nossas crianças, traz dicas importantes para auxiliar pais e responsáveis a montar um cardápio com opções mais saudáveis para os pequenos!

alimentacao saudavel na infancia
Alunos da Educação Infantil experimentam diversos tipos de frutas

Incentivar as crianças a seguirem uma dieta nutritiva e balanceada desde o início é importante por uma série de razões:

 

• Garante que elas recebam as vitaminas e minerais necessários ao seu desenvolvimento;

• Fornece energia e motivação que auxiliam no processo de aprendizagem; 

• Evita o surgimento de doenças como obesidade e pressão alta;

• Permite que as crianças façam escolhas mais saudáveis quando se tornarem adultas.

 

Entretanto, embora os benefícios pareçam óbvios, reconhecemos que, quando se trata de alimentação saudável na infância, garantir que os pequenos sigam uma dieta nutritiva e balanceada parece uma missão quase impossível.

 

E, como essa é uma queixa recorrente de muitos pais, convidamos o nutricionista Rodrigo Barros para nos ajudar com essa tarefa. Fique atento às dicas dele! 

 

Como adotar uma alimentação saudável na infância?

 
 

Os pais são modelo para os hábitos alimentares dos seus filhos

 

O primeiro ponto é entender que as crianças são reflexos de seus pais, logo, não adianta dizer que seu filho precisa comer mais frutas e verduras, se você mesmo não possui esse hábito internalizado.

 

Dois erros muito comuns nesses casos é achar que basta reduzir a quantidade de bobagens consumidas pela criança (como doces e refrigerantes, por exemplo) ou passar a semana restringindo o consumo de guloseimas para liberar à vontade no final de semana.

 

O importante mesmo é fazer com que não só a criança, mas a família perceba que pode sim comer bem tendo outras opções no cardápio. Para isso:

 

Varie a ingestão de alimentos

 

Todos os alimentos contêm diferentes nutrientes, vitaminas e minerais. Para obter todos os nutrientes de que necessitam, é importante que as crianças tenham uma dieta variada com muitos alimentos diferentes. 

 

Alunos da Educação Infantil aprendem sobre as raízes e sua importância na alimentação

Procure fazer três refeições balanceadas por dia e até três lanches saudáveis. Use diversas fontes de proteína em cada refeição e diferentes tipos de vegetais.

 

Além disso, é muito benéfico apresentar às crianças uma variedade de preparos. O mesmo ingrediente pode ter um sabor muito diferente dependendo da forma como é preparado e dos outros ingredientes que o acompanham. 

 

Essa pode ser uma maneira empolgante das crianças aprenderem sobre outras culturas, além de ensiná-las a importância de experimentar alimentos diferentes antes de decidir o que gostam ou não.

 

Tenha uma relação saudável com a alimentação

 

Garantir que as crianças tenham um relacionamento saudável com os alimentos estabelecerá uma atitude positiva em relação à alimentação no longo prazo. 

 

Para isso, tente ensiná-las sobre alimentação e nutrição (por exemplo, de onde vem a comida) e as faça ajudar a cozinhar desde o início.

 

Na Escola Primeiro Passo, por exemplo, as crianças da Educação Infantil vivenciaram, na semana do dia da árvore, uma atividade em que experimentavam diferentes tipos de frutas e faziam a relação de onde vinham esses alimentos.

Crianças da Educação Infantil vivenciam a origem dos alimentos por meio das árvores

Além disso, sempre fazemos vivências culinárias, inclusive no Integral, como forma de estimular desde cedo essa relação com a alimentação mais saudável.

 

Não exagere nas porções

 

Acostume-se a servir porções adequadas para a necessidade da criança em vez de pratos em tamanho para adultos, pois isso pode incentivar a ingestão excessiva dos alimentos. 

 

Outro ponto importante é evitar forçar que a criança “limpe o prato” mesmo quando ela diz já estar satisfeita.

 

Grupos alimentares – de que meu filho precisa? 

 

Existem vários grupos de alimentos e é importante que seu filho receba as quantidades certas de cada um em sua dieta. 

 

Frutas e vegetais

 

Você deve incluir pelo menos três porções de frutas e vegetais todos os dias. O tamanho das porções varia de acordo com a idade, o tamanho e a atividade física. 

 

Carboidratos

 

As crianças devem ter uma fonte de carboidratos em todas as refeições. Sempre que possível, escolha variedades de grãos integrais, pois elas fornecem mais fibras e nutrientes. 

 

Eles também fornecem liberação lenta de energia que manterá as crianças saciadas por mais tempo.

   

Proteína

 

A proteína é sempre importante, mas é ainda mais importante durante a infância. A proteína estimula ossos saudáveis, crescimento e desenvolvimento do cérebro. 

 

Você pode obter proteína de produtos de origem animal, como carne magra, peixe, leite, ovos, iogurte e queijo. Estes contêm todos os 9 aminoácidos essenciais. 

 

Você também pode obter proteína de alimentos vegetais como feijão e leguminosas. 

 

Procure incluir duas porções de peixes por semana (sendo uma porção oleosa, como salmão, cavala ou sardinha).

 

Laticínio

 

Produtos lácteos como queijo, leite e iogurte fornecem uma grande quantidade de alimento às crianças. Eles fornecem cálcio, vitaminas A e B12, além de serem uma fonte de proteína. 

 

Se possível, evite muitos iogurtes com sabor, pois eles podem ter alto teor de açúcar – opte por variedades naturais ou gregas.

 

Gordura e açúcar

 

As gorduras são importantes para as crianças, mas com moderação. As gorduras benéficas são monoinsaturadas e poliinsaturadas e podem ser encontradas em nozes, sementes, abacates e peixes oleosos. 

 

Algumas das gorduras saturadas encontradas em doces, gorduras animais e produtos assados são frequentemente de má qualidade e vêm junto com açúcar e sal. 

 

Esses tipos de alimentos devem ser mantidos como guloseimas ocasionais. O excesso de açúcar atrapalha os níveis de energia das crianças, danifica os dentes e pode levar ao ganho de peso.

 

Sal

 

É importante lembrar que não devemos exceder na quantidade de sal nos alimentos, principalmente, para as crianças. Comece a olhar os rótulos dos alimentos e lembre-se de que muitos produtos industrializados contêm muito sal.

 

Bebidas

 

Entre as refeições, as bebidas mais indicadas são o leite e a água, porque fazem bem aos dentes. As bebidas que contêm açúcar (sumo de fruta, refrigerantes, etc.) devem ser saboreadas ocasionalmente.

 

Lanches saudáveis para crianças

 

Incluir lanches nutritivos é importante para ajudar a manter os níveis de energia do seu filho consistentes e seu apetite satisfeito! Abaixo, segue uma sugestão de cardápio oferecido pela escola aos nossos alunos:

Sugestão de cardápio para alimentação saudável na infância

Encontrando suporte com a alimentação saudável na infância

 

Se seu filho ainda é muito seletivo na hora da alimentação, busque envolvê-lo mais no processo de preparo da lancheira. Peça-lhe que escolha o que vai levar e deixe-o ajudá-lo a preparar. 

 

Recompensá-lo quando tenta algo novo também pode ajudar. Por que não fazer um gráfico de recompensa alimentar, onde ele recebe uma estrela dourada cada vez que experimentam um novo alimento?

 

Às vezes, é a quantidade de comida que pode ser assustadora. As crianças gostam de sentir a comida, portanto, preparar lanches que sejam bastante “manuais” pode encorajá-las ainda mais. Para isso, reduza o tamanho da refeição principal e aumente o número de lanches que elas comem.

 

Fique tranquilo! É comum que as crianças se fixem aos alimentos que mais gostam e peçam isso todos os dias. Não os elimine completamente, tente incorporá-los a outros alimentos em sua refeição. 

 

E lembre-se: cada família é diferente e as crianças diferem naturalmente no que precisam nutricionalmente, dependendo da idade, peso e altura. Por isso, é muito importante realizar o acompanhamento médico: tanto com o pediatra, quanto com o nutricionista.

CONTATO

+55 (81) 33415362
comunicacao@grandepasso.com.br